A evangelista de crianças

Esse material faz parte do AMEM – Aprendendo Mais para Ensinar Melhor – realizado em Manaus para capacitação de voluntárias do Ministério Infantil, no dia 1º de maio de 2018, na sede da Igreja Internacional da Graça de Deus em Manaus.

Sua utilização para formação de professores no Ministério Infantil de qualquer denominação está autorizada, desde que citados os créditos. Nosso objetivo é que mais pessoas sejam capacitadas a atuar na evangelização das crianças.

O vídeo com essa palestra pode ser acessado aqui.

Slide1

 

Ao entendermos a condição da criança como pecadora e necessitada da graça de Deus e enxergarmos a Escolinha como um lugar de salvação, passamos a olhar para a figura da voluntária do Ministério Infantil sob nova perspectiva (leia sobre isso em Ministério Infantil e A criança no plano de Deus)

jardineiraSendo ela a responsável por apresentar Jesus aos pequeninos, faz-se necessário que, primeiro, essa voluntária tenha tido um encontro pessoal com o Senhor. É impossível que a boca fale daquilo que não está no coração (Mateus 12:34).

Apresentamos a seguir algumas características da evangelista de crianças:

Pré-requisito para ser uma evangelista de crianças:

A voluntária deve ter certeza de sua salvação e apresentar evidências desse novo nascimento. Ela deve ter as características de Jesus: o fruto do Espírito (Gálatas 6:22-23), e deve ser o bom perfume de Cristo.

logo ovelhinha 2

Características de uma evangelista de crianças:

Slide5

Slide6

Slide7

Slide8

Slide8

Slide9
“Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.” Eclesiastes 3:1
Slide10
Deus é extremamente organizado e devemos, como Ele, fazer tudo passo a passo
Slide11
Para Ele, com Ele e por Ele é que a evangelista faz todas as coisas
Slide12
“Procura apresentar-te diante de Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.” 2 Timóteo 2:15
  • A evangelista é uma referência para o aluno. Tudo o que ela faz é tomado como verdade. Ela ensina através de suas palavras, suas ações e sua personalidade.

Slide13
Slide14

Slide15
Vive em harmonia com todos
Slide16
Por mais difícil que seja a situação, sempre espera o melhor de seus alunos;

Slide17

Slide18

Slide19

Slide20

Slide21

A evangelista de crianças trabalha em cooperação com o Espírito Santo para realizar uma mudança na vida dos seus alunos através do processo de ensino-aprendizagem. Ela ajuda seus alunos a aprender sem ocupar o lugar central na classe, mas sendo o canal pelo qual são encaminhados todos os ensinamentos.

Ao ensinar a Palavra de Deus, a voluntária do Ministério Infantil é a agente e o Espírito Santo é o verdadeiro professor! Por isso é tão imprescindível que essa pessoa esteja em comunhão com o Senhor.

Jesus nos ensinou em João 15:1-8, que aquele que não está enxertado nele, endo constantemente limpo pela  Palavra, não pode frutificar. O trabalho de uma voluntária do Ministério Infantil só será frutífero no mundo espiritual se ela própria estiver em comunhão com Deus.

Slide23

Ainda que a voluntária tenha conhecimento no campo da educação, ou enorme carisma para com as crianças, ou ainda muita boa vontade e dedicação, o fruto da salvação dos pequeninos só virá se essa voluntária estiver ligada a Deus.

 

Missão da Evangelista de crianças

  • Pregar o evangelho – “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura.” Marcos 16:15
  • Ensinar a Palavra de Deus de tal maneira que toda criança reconheça a sua necessidade de crer no Senhor Jesus Cristo como seu Salvador pessoal (Romanos 3:23 e João 1:12 – “Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus”);
  • Fazer discípulos – “E, aproximando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.” Mateus 28:18-20;

tijolos

  • Estabelecer um bom fundamento – “Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.” 1 Coríntios 3:11;
  • Edificar sobre o fundamento – “E ele deu uns como apóstolos, e outros como profetas, e outros como evangelistas, e outros como pastores e mestres, tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo;” Efésios 4:11,12;
  • Levar a criança a receber o Senhor Jesus Cristo como Salvador para, só então, poder andar Nele – “Portanto, assim como recebestes a Cristo Jesus, o Senhor, assim também nele andai, arraigados e edificados nele, e confirmados na fé, assim como fostes ensinados, abundando em ação de graças.” Colossenses 2:6,7

Postura da voluntária

  • Estabeleça regras às crianças – “Mas faça-se tudo decentemente e com ordem.” 1 Coríntios 14:40

ensino

  • Sempre leve a Bíblia para a classe mostrando assim a importância desta para o conhecimento da vida de Jesus e seus ensinamentos;
  • Ensine à turma quais são os limites de convivência respeitosa, mostrando claramente o que é certo e o que é errado. Lembre-se sempre de que as palavras têm poder, que devem ser temperadas – “A vossa palavra seja sempre com graça, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um.” Colossenses 4:6
  • Responda com atenção às perguntas;

cia

  • Chame as crianças pelo nome, valorizando-as;
  • Atribua responsabilidades aos alunos;
  • Ensine o amor de Deus – “Aquele que ama a seu irmão permanece na luz, e nele não há tropeço.” 1 João 2:10
  • Promova jogos que usem a imaginação;
  • Forneça materiais sensoriais para que os alunos, especialmente os pequenos, possam sentir e manusear;

sensoriais

  • Evite gírias;
  • Proporcione tempo para a adoração, oração, cânticos;
  • Seja sempre calma e mantenha sua voz em tom agradável;
  • Crie o hábito de organizar a sala antes de acabar o culto com a participação da turma;
  • Não fique conversando com colegas durante a sua permanência com as crianças na sala;
  • Não faça as atividades pela criança, pois ela é capaz de fazer sozinha. Deixe-a errar, pois assim aprenderá;
  • Não se apegue a um aluno mais que a outro, pois o grupo com certeza perceberá. Trate todos da mesma forma;
  • O professor da Escolinha deve concordar com a igreja local para que não haja conflito de propósitos, deve ensinar as mesmas doutrinas bíblicas e deve estar sob a autoridade do pastor.

Referências bibliográficas

APEC, Apascenta meus cordeiros. 10 ed. São Paulo: APEC, 1990.

Ministério Infantil IIGD, Curso preparatório para monitores voluntários. São Paulo, 2018.

SALVIANO, Ívina, Ministério Infantil – O coração da igreja. Belo Horizonte, 2002.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s