Apascentando

Uma das narrativas bíblicas que mais me fascina é a restauração de Pedro. Depois de negar a Jesus por três vezes antes da crucificação, Pedro chorou amargamente. Posso sentir o tamanho da dor do arrependimento daquele que havia dito que morreria pelo Mestre.

Dias depois, à beira do Mar da Galileia, Jesus deu a Pedro a oportunidade de confessar seu amor por Ele três vezes. Ali, Pedro foi restaurado. O texto completo está registrado no evangelho de João, capítulo 21.

Convido-te a refletir sobre as respostas que Jesus deu às confissões de Pedro (versículos 15, 16 e 17). Na primeira delas, Jesus ordenou a Pedro que apascentasse os seus cordeiros:

“E, depois de terem jantado, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes? E ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeiros. (João 21:15)

Nas outras duas, a ordem foi para que apascentasse as ovelhas:

“Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Disse-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.
Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.” (João 21:16-17)

Cordeiro-1070x802

Gosto de pensar na distinção entre as duas palavras: cordeiro e ovelha. O cordeiro é a cria da ovelha ainda nova e tenra. Trocando em miúdos, o cordeiro é o filhote.

Porque Jesus fez essa distinção? Não seria mais fácil dizer logo “Apascenta minhas ovelhas” nas três vezes?

Creio que na Bíblia não há acasos e que toda palavra do Mestre tem uma intencionalidade.

Para mim, “Apascenta meus cordeiros” é uma ordem clara de que as crianças também precisam ser apascentadas. Ele já havia dito antes que o Reino de Deus pertence aos pequeninos (Marcos 10:13-16) e o autor de Provérbios alertou que se ensinássemos o caminho ao menino, ele andaria por ele até na idade adulta (Provérbios 22:6).

Jesus condicionou o amor que Pedro afirmava sentir por Ele ao cuidado com Seus cordeiros e ovelhas. Assim como o apóstolo restaurado, todos nós que dizemos amar ao Senhor Jesus somos comissionados a Apascentar tanto adultos, quanto crianças.

Segundo o dicionário Priberam, apascentar é “levar ao pasto e vigiar, é pastorear, guiar”. Somos chamados a esse ministério, seja dentro das igrejas ou junto às crianças ao nosso redor: filhos, netos, sobrinhos, vizinhos. Dar aos cordeirinhos do Senhor alimento espiritual, guardar seus espíritos das influências negativas, guiá-los e conduzi-los até o Bom Pastor, Jesus.

Esse blog é sobre apascentar. Uma ferramenta para te ajudar no seu chamado, seja ele em que igreja for, a institucionalizada ou mesmo a igreja que se forma na sua casa, com seus filhos, netos e os pequeninos ao seu redor.

Faço a você a pergunta que Jesus fez a Pedro:

“Tu me amas? Então, Apascenta os meus cordeiros.”

Anúncios